nFormas design blog


Exposição PAR AVION – Exercícios de Epistolografia
dezembro 1, 2008, 7:03 pm
Filed under: Arte & Design

Exposição PAR AVION – Exercícios de Epistolografia

com curadoria de Nicholas Petrus e Fernanda Proença.

Panorama

expo2


O Grupo “n”Formas conferiu o vernissage da exposição PAR AVION – Exercícios de Epistolografia (28/10) com curadoria de Nicholas Petrus e Fernanda Proença.

O tema epistolográfico e a Arte Postal (Mail Art) são os motes da mostra que é composta de três núcleos: Arte Contemporânea, Manuscritos e Arte Postal num total de 38 artistas da Alemanha, Argentina, Brasil, Canadá, Chile, Estados Unidos, França, México, Peru e Uruguai.

Conversei com a Fernanda para entender um pouco mais sobre as influências da epistolografia na arte contemporânea e seus desdobramentos.

1- Como surgiu a idéia de uma exposição sobre o tema epistolográfico?

A idéia partiu de um trabalho do próprio Nicholas Petrus, que, além de curador, é artista plástico. Ele produziu uma obra que é, basicamente, uma caixa de cartas, que inclusive foi exposta em Fortaleza recentemente1. Daí partiu um pensamento mais aprofundado sobre o tema epistolográfico. As emoções envolvidas no ato de escrever uma carta, a intimidade revelada, a relação de confiança entre autor e interlocutor, são temas que despertaram interesse imediato. Parte do trabalho do curador é estar atento ao que os artistas vêm produzindo e as questões que vêm abordando, e foi curioso perceber que justamente essas questões que despertaram tanto seu interesse, mostraram-se presentes na produção de diversos artistas que acompanhamos. Frente a uma pesquisa mais atenta, novos nomes surgiram e conhecemos outros artistas que vinham trabalhando essas questões, de formas diversas, utilizando novas poéticas. Assim o grupo de artistas escolhidos se consolidou e ficamos bastante satisfeitos em perceber a coerência intrínseca entre os trabalhos e novas questões que surgiram desse exercício de recorte curatorial.

2- Vocês poderiam falar um pouco sobre importância histórico-cultural deste registro para arte brasileira?

É difícil falar de Mail Art sem considerar um contexto territorial mais amplo, uma vez que ela é, por sua natureza, baseada na ligação entre artistas que se encontram distantes. O grupo norte- americano Fluxus foi o pioneiro no intercâmbio de informações e quem utilizou pela primeira vez a veiculação do postal como elemento de comunicação criativa. Em termos conceituais, a Mail Art nasce como um protesto, um rompimento com o mercado das artes, pois não se pretendia vendável. Seu caráter revolucionário aparece também no conteúdo, no tema dessas obras, que era invariavelmente político. A II Exposição Internacional de Arte Correio (Recife, 1976), por exemplo, foi fechada pela censura minutos após sua abertura, e seus organizadores Paulo Brusky e Daniel Santiago, foram presos.
A arte postal foi uma manifestação do princípio da globalização nas artes, pois promovia a aproximação entre artistas, contextos e culturas. Além disso, traz uma valorização do processo, ou seja, a obra não está completa até que seja enviada via correio e, muitas vezes, trabalhada pelo artista que a recebe.

3- Atualmente a Mail Art tem alcançado outras linguagens possíveis e é vista como uma tendência. Como vocês entendem este fenômeno?

A Mail Art torna-se cativante, no contexto atual, justamente por esse traço revelador que  aparece na conversa direta entre dois artistas. As pessoas sentem-se atraídas pela possibilidade de entrar em contato com assuntos íntimos, que normalmente ficam velados. Hoje, a Mail Art, em sua forma tradicional, tornou-se menos comum, em parte pelo aparecimento de novos meios de comunicação decorrentes do desenvolvimento da tecnologia. No entanto, o interesse por esse universo intimista continua presente no imaginário do público e aparece permeando o trabalho de artistas  contemporâneos. São traços sutis que revelam elementos epistolográficos, de forma menos direta do que na Mail Art tradicional. Este é um desdobramento natural, que está relacionado tanto com a questão tecnológica quanto com o amadurecimento da linguagem desses artistas.

* entrevista feita por Vivian Correa

1 A obra é intitulada Exercícios de Epistolografia, produzida em 2005/2006. Foi exposta em Fortaleza no CCBNB, entre 30 de julho e 31 de agosto de 2008.

Serviço:

PAR AVION – Exercícios de Epistolografia

Período da exposição: de 29 de outubro a 27 de novembro

(de terça a domingo, das 9h às 18h)

Entrada franca

Memorial da América Latina / Galeria Marta Traba

Av. Auro Soares de Moura Andrade, 664, Barra Funda (ao lado do metrô)

Mais fotos da exposição:

expo-1


Deixe um comentário so far
Deixe um comentário



Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s



%d blogueiros gostam disto: